segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Tiago Braga conquistou o Brutall Imbé Open de Surf




Mais de 80 atletas buscaram o título da nona etapa do Gaúcho de Surf

Tiago foi o grande campeão da categoria Open do Brutall Imbé Open de Surf, após somar 13,00 pontos em suas melhores ondas. O segundo lugar ficou com Felipe Martins (10,75), seguido por Ki Fornari (7,70) e Kaian Bernardo (4,85). Com esta vitória Tiago Braga levou para casa 2.000 pontos e mais uma grande premiação.

O campeão acredita que esta vitória é fruto de seu trabalho. “Estou muito feliz, foi com muito suor e concentração que cheguei até aqui. Estava totalmente focado nesta disputa, mas procurei estar relaxado e a vontade. Aqui em Imbé me sinto em casa, ganhar aqui é o mesmo sentimento que vencer em Torres. Agradeço a todos que me apóiam e me patrocinam, sem eles não teria como competir. Agora vou para próxima etapa buscar mais um título dentro de casa”, declarou.

A nona etapa do Gaúcho de Surf Amador foi marcada por disputas acirradas dentro do mar e emoções na beira da praia de Imbé. O Brutall Imbé Open de Surf, realizado neste final de semana (24 e 25/10), além de distribuir 2.000 pontos para o ranking do certame e uma super premiação, serviu para homenagear o surfista Lucas Boeira Dias.

Lucas faleceu em abril após ficar preso em redes de pesca enquanto surfava em Capão Novo. Familiares, amigos e atletas realizaram um circulo com mais de 150 pessoas para realizar uma oração de São Francisco e lançar flores brancas ao mar após um minuto de silêncio. A mãe de Lucas, Ana Boeira, emocionou a todos ao realizar a oração utilizando o microfone da organização. Esta homenagem também teve por objetivo lembrar do problema das redes de pesca em local destinado para praticas de esportes náuticos. A mudança na lei de demarcação das áreas encontra-se na fila de pautas a serem votadas pela Assembléia Legislativa do Estado. Ao todo o Rio Grande do Sul já perdeu 48 vidas presas nas redes ou cabos.

Entre os participantes do DHD Air Show, competição paralela de manobras radicais, quem se deu bem e levou para casa uma prancha da DHD Surfboards foi o atleta Tiago Braga. Ele conseguiu pegar o melhor aéreo da bateria de 15 minutos garantindo o primeiro lugar.

Na categoria Surdos o melhor foi Ramarone Vieira (2,95), seguido por Willian Fontes (2,00), Maiquel Rodrigues (0,55) e Patrick Magnus que não pontuou.

Régis Schneider (9,00) garantiu o título da etapa, deixando o segundo lugar nas mãos de Cleverson Lara (7,45), seguido por João D`Ávila (7,35) e Diego Gobatto (5,00).

Entre as meninas, Aline Vergara (4,85) não deu mole e levou o primeiro lugar, com Kiara Wolf (4,70) em segundo e Luciana Mello (1,65).

Na categoria Grommets Guilherme Pereira somou 5,20 pontos, garantindo o topo do pódio, enquanto Luy Arman conseguiu registrar 4,00 pontos.

Entre os experientes surfistas da Sênior o melhor foi Humberto Rocha, que somou 11,50 pontos. Em segundo lugar, Felipe Pedra Martins computou 11,40. Na terceira posição, Ki Fornari garantiu 10,50 e seu irmão Luciano Fornari fez 5,10 ficando na quarta posição.

Na categoria Júnior, o atleta Josias Pedrinha fez a melhor nota, 10,65, e ficou com o título. Bruno Carneiro (9,00) ficou em segundo, Peterson Marchese (7,40) em terceiro e Eduardo dos Santos (4,65) em quarto.

Na disputa dos atletas Petiz Emanuel Tessmann (4,65) levou a melhor e garantiu o primeiro lugar ao derrotar Lucas Souza (2,15). Tito Garcia não compareceu para a final.

Os atletas da categoria Máster não se intimidaram com o frio. Eduardo Codonir (9,10) foi o campeão, seguido por Fernando Paraguassú (7,90), Ângelo Gulea (7,35) e Orlando Carvalho (5,60).

Na disputa dos atletas Mirim o melhor foi Bruno Carneiro (11,25), seguido por Peterson Marchese (8,40), Eduardo dos Santos (5,05) e Luy Arman (4,95).

Entre os Locais, bateria formada apenas por surfistas de Imbé, Vinícius Paiva (10,95) foi o melhor. Logo atrás, na segunda posição com 8,90 pontos apareceu o atleta Josias Pedrinha, seguido por Ícaro Martins (6,35) e Rafael Vasques (6,05).

Na Iniciantes o atleta Peterson Marchese ficou com o título após somar 10,75 pontos. A segunda colocação ficou com Guilherme Pereira (4,65), seguido por Luy Arman (4,00).

O presidente da Associação de Surf de Imbé e Balneários (ASIB), Maicon de Souza, avaliou como excelente a etapa. “Embora o tempo não ajudou muito, tivemos um bom público e uma competição muito boa. Tivemos mais de 80 dos melhores atletas do estado aqui em Imbé. Outra coisa positiva foi a união e cooperação de todos, estamos felizes por termos tido uma etapa decisiva do Estadual em nossa praia. Acredito que estamos no caminho certo, construindo um trabalho sério e dedicado para termos grandes resultados no futuro. Todos estão de parabéns”, finalizou.

O Secretário Municipal de Turismo e Desporto de Imbé, Fabricio Rebechi, fez questão de manifestar o apoio ao esporte. “Quero agradecer a toda a comunidade do surf, em especial ao Maicon de Souza, que vem desempenhando um trabalho sério. Nossa administração faz questão de sempre apoiar o esporte e nossos atletas locais. Vamos sempre estar ao lado da comunidade de Imbé”, finalizou.

O BRUTALL IMBÉ OPEN DE SURF foi apresentado pela ASIB, contou com o apoio da Surf College, Hotel Paulinho, Nutrimate, DHD Surfboards, Pizzaria Mare Mio, X-10 Surf e Skate, Proibt Wave, UPDIE e Heelflip, Nexpa, Atomic Energy Drink, Natural Móveis, Cais do Porto, Inbeer Conveniências, Netuno Pranchas e OVL. Além é claro do Governo do Estado e FUNDERGS. A supervisão foi da Federação Gaúcha de Surf.

Gabriel de Mello
Assessoria de Comunicação da Federação Gaúcha de Surf
www.fgsurf.com.br – imprensafgsurf@gmail.com – www.twitter.com/FGSurf
51 9942 9922

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade