quinta-feira, 29 de julho de 2010

Mariano vence Estadual de Stand Up Padlle em Búzios

A segunda etapa do Circuito Estadual de Stand Up Paddle, idealizado pela Federação de SUP do Rio de Janeiro, foi realizada nos últimos dias 23 e 24 de julho, em Búzios (RJ).

Destaque da competição, Thiago Mariano foi quem se deu melhor na categoria Open e assumiu a ponta do ranking. "Fiquei amarradão. Quero agradecer ao Dedé Paranoid, que botou muita pilha para que eu viesse participar deste evento", comemorou Thiago.

Local da Barra da Tijuca, Jaime Rocha ficou com o segundo lugar, seguido por Claudio Mello, campeão da 1ª etapa, e Bezinho Otero.

Confira os resultados:

Categoria Open

1 º Lugar: Thiago Mariano (6,33 + 3,83 = 10,18)
2 º Lugar: Jaime Rocha (5,50 + 4,33 = 9,83)
3 º Lugar: Claudio Cabelo (5,16 + 4,50 = 9,66)
4 º Lugar: Bezinho Otero (4,16 + 3,66 = 7,82)

Categoria Feminino

1 º Lugar: Milena Amaral (7,50 + 5,66 = 13,16)
2 º Lugar: Letícia Aiache (5,83 + 2,83 = 8,66)
3 º Lugar: Carol Freitas (4,50 + 3,33 = 7,83)
4 º Lugar: Angela Bauer (3,60 + 2,16 = 5,76)

Categoria Master

1 º Lugar: Beto Vaz (4,80 + 2,80 = 7,60)
2 º Lugar: Felipe Gama (3,66 + 3,33 = 6,99)
3 º Lugar: Poli Ferrari (3,33 + 2,83 = 6,16)
4 º Lugar: Rico de Souza (2,50 + 2, 16 = 4,66)

Redação NextSurf

Ângela Bauer compete em São Vicente (SP)

A surfista profissional Ângela Bauer prepara-se para mais uma competição de Stand Up , desta vez em São Vicente, litoral paulista, na primeira etapa do Circuito de Surf Costa da Mata Atlântica, na praia do Itararé. Ângela também participa da categoria longboard e se sente renovada com esse novo desafio.

O evento, apresentado pela New Advance, acontece entre os dias 30 de julho a 1º de agosto, é válido pelo ranking profissional de longboard e contempla as categorias Máster, Legends, Junior e Feminino, bem como stand up feminino e masculino.

No último sábado, 24 de julho, Ângela garantiu seu lugar no pódio finalizando o Búzios SUP Festival em quarto lugar, na praia de Geribá, em Búzios. “Este evento foi um sucesso, com praia cheia até o final, em um clima de confraternização total entre famílias e turistas. Chamamos a atenção de todos os que passavam pela praia, a cidade estava lotada e havia outros eventos, como o campeonato de skate patrocinado pela Sea Cult”, festejou a surfista que conta com o suporte técnico do Centro de Aprendizagem e Desenvolvimento do Surfe, o CADES.

O SUP feminino conta com um grupo de atletas de ponta. É uma honra para mim, competir com uma das maiores waterwoman do mundo a Carol Freitas, que também é campeã de kite surf etambém se prepara para competir o mundial de Ibiraquera”, disse Ângela.

A grande campeã foi a paulista Milena Amaral, que já foi a quinta melhor bodyboarder do mundo. “A presença do meu técnico Luiz Oliveira, do CADES, também foi muito importante para mim, me senti segura e melhorei meu posicionamento dentro d’água o que foi fundamental para a conquista do meu resultado”, comentou a atleta que já se prepara para o Mundial de SUP, em Ibiraquera, Santa Catarina.

Ângela Bauer é conhecida por todos pela sua coragem e estilo nas ondas e nas praias mais famosas do surfe mundial. Sua excelente forma física, aliada à disciplina dos treinos e sabedoria adquirida através da yôga, a fez conquistar muitos títulos no longboard, como o de campeã carioca, brasileira e havaiana. A surfista, que é ativista ambiental, também dedica seu tempo em ações para tentar minimizar os efeitos da devastação do meio ambiente, com aulas de educação ambiental nas praias do Rio, com o projeto Surfe Ecologia.

Ângela Bauer conta com apoio da Lupa Lupa, capas Avante, RYGY Biquinis, Filip Shoes,SeaCult 3XW Prafinas, RTGlass, CADES, shaper Thiago Mariano, CorpLazer, Janaina Barbosa (médica esteta).

Clique nas fotos para ampliar



Viviane Freitas conta com apoio da Nicoboco.


Viviane Freitas
Jornalista e Ass. de Imprensa
www.revistasoulsurf.com.br

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O’SURFE APRESENTA PILATES PARA O SURFE

O sonho de pegar onda e ser um grande campeão de surfe pode se tornar realidade para muitos jovens e crianças do Rio de Janeiro. Inspirada nos mais diversos surfe clubes da Austrália, a O’Surfe (Organização Surfe do Brasil) está mais do que nunca voltada para o alto rendimento esportivo. A ONG, que agora atua como um Centro de Treinamento em surfe de alto desempenho, conta com diversos profissionais para o aperfeiçoamento nas ondas.

Para isso, existe todo um acompanhamento individual com o psicólogo, técnico de surfe com táticas filmadas em vídeo, surflates (pilates específico para o surfe), cama elástica, quiropraxia, jiu-jitsu, natação, nutrição e yôga. A seguir você irá acompanhar a primeira de uma série de reportagens sobre as atividades desenvolvidas por cada um destes profissionais, a começar pelo SURFLATES. Trata-se de uma técnica desenvolvida pelo preparador físico Gabriel Ferrão, que tem a colaboração do educador Thiago do Amaral.

Segundo Gabriel, SURFLATES nada mais é que um método criado para facilitar o treinamento do surfista dentro e fora d’água, devido principalmente pela falta de qualidade de ondas quebrando constantemente. “O Surflates trabalha diretamente a consciência corporal, sendo estas a propriocepção, a concentração, a respiração, flexibilidade, força, equilíbrio, resistência, coordenação, ritmo, potência, controle, alinhamento e centralização”, explicou Gabriel especialista em pilates, futebol, natação e treinamento desportivo.

Trata-se de um treinamento global, nos quais mente e corpo devem estar bem preparados e sempre respeitando o princípio da individualidade. Os surfistas precisam mais que nunca, estarem com a musculatura do pescoço forte, flexível e resistente, para aguentar horas de remadas e manobras, sem contar o peso da própria cabeça. “É imprescindível que os braços estejam resistentes, flexíveis, bem coordenados e alinhados com os movimentos das manobras. Caso contrário, a manobra não sai como deveria e os juízes não dão a pontuação”, lembrou Gabriel que já atuou como preparador físico da equipe juvenil do Vasco da Gama e da atleta profissional Silvana Lima.

O tronco é o principal membro do corpo a ser trabalhado, pois é onde está o CORE que é o complexo quadril- lombar- pelve, coluna torácica e cervical. No CORE está o centro de gravidade do corpo, o power house (casa de força), e onde se iniciam os movimentos das manobras. A começar pelo drop, bem como todas as outras manobras, pois tem inserção de 29 músculos, sendo divididos em estabilizadores e músculos de movimentos.

De acordo com Gabriel, o SURFLATES é uma pratica que faz bem a saúde, ao bem-estar físico e psicológico, sendo bem dividido por níveis de aprendizado e prática. “Não só os surfistas, mas aqueles que têm medo de entrar no mar, que procuram qualidade de vida e bem-estar. Estes podem praticar tranquilamente, pois se trata de um método que une o próprio pilates, a yôga e o treinamento funcional”, disse. Além dos que querem fazer uma preparação física para “modalidades de condução”, tais como, Hipismo, Vela, Kitesurf, Bodyboard, Longboard, Stand up, Automobilismo, Motociclismo, Skate e lutas em geral. Em se tratando de surfe, o mais indicado é que seja praticado na semana que antecede a competição. “Os resultados são reconhecidos pelos atletas, eles sentem a diferença, tanto no condicionamento quanto na técnica do movimento”, contou Gabriel surfista e criador do método SURFLATES.

Viviane Freitas

Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade