sexta-feira, 18 de julho de 2008

Arpex recebe profissional de surfe do Rio nesta sexta

Campeonato traz elite brasileira do esporte de volta ao Rio em busca de farta premiação e pontos para os rankings estadual e brasileiro. Dia marca também o primeira aula no mar para os alunos do projeto Especialmente Surf, para deficientes visuais

Com presença de surfistas da elite brasileira, começa nesta sexta-feira (18/7) e vai até domingo (20/7), nas ondas tradicionais do Arpoador, a primeira etapa do Circuito Estadual de Surf Profissional do Rio. O evento, que decidirá os campeões do Estado do Rio de Janeiro em 2008, contará com a excelente premiação de R$ 40 mil (R$ 30 mil no masculino e R$ 10 mil no feminino) e os pontos para os rankings estadual e brasileiro de acesso (Brasil Tour), atraiu nomes como Bruno Santos, que competirá no Rio pela primeira vez após vencer o WCT do Tahiti (elite mundial), e os ex-tops mundiais Guilherme Herdy, Pedro Henrique, Raoni Monteiro, Victor Ribas e Yuri Sodré. As baterias começam às 8h.

Simão Romão, Gustavo Fernandes, Guga Arruda, Flávio Costa, Jano Belo, Pablo Paulino, Leandro Bastos, Adilton Mariano, Anselmo Corrêa, Stephan Figueiredo, Eric de Souza e Claudemir Lima também já confirmaram presença na disputa, que coloca novamente o Rio de Janeiro em destaque no cenário do surfe nacional. Entre as meninas, Brigitte Mayer, Diana Cristina, Gabriela Teixeira, Michelle de Bouillons, Alcione Silva e Krisna de Souza são alguns dos destaques. O Circuito é o único regional profissional do país com a categoria feminina.Atual campeão carioca e número um do Rio de Janeiro em 2008, Gustavo Fernandes acaba de conquistar o segundo lugar numa final do Super Surf, a Primeira Divisão do surfe brasileiro. Ele chega como um dos favoritos para a etapa de estréia do circuito.

"Já tem muito tempo que não disputo uma competição no Arpoador e foi lá que me dei bem quando entrei para o Super Surf. Gosto muito da onda, uma esquerda que abre bem, bastante longa. Quero vencer e dar um passo importante rumo ao título estadual. Essa etapa muito será importante, pois vale muitos pontos. Já estava na hora do Rio ter um circuito desse porte. É uma cidade 100% surfe, merecia mesmo, e eu quero muito esse título", diz Guga.

A grande novidade do evento é o projeto "Especialmente Surf. O Surf Visto com Outros Olhos", voltado para deficientes visuais. A iniciativa vai capacitar 12 alunos do Instituto Benjamim Constant (IBC), com vários graus de deficiência visual. Eles e o professor Pedro Cunha têm o desafio de aprenderem a surfar em menos de quatro meses, pois irão competir entre si na última etapa do Circuito, na Barra da Tijuca, em novembro.

Ainda nesta sexta-feira, os alunos do "Especialmente Surf" fazem sua primeira aula no mar, marcada para as 14h. No sábado (19/7), segundo dia de competição desta primeira etapa, eles serão as estrelas do campeonato, que será paralisado às 12h para outra apresentação.


Fonte

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade