segunda-feira, 7 de julho de 2008

Chris Davidson leva a melhor África do Sul

Neco Padaratz pára nas semifinais e Patrick Gudauskas volta a liderar o ranking em Durban

O catarinense Neco Padaratz chegou perto de repetir a fantástica vitória de Silvana Lima no sábado, quando a cearense tirou duas notas 10 antes de bater a francesa Pauline Ado na grande final. As ondas baixaram bastante no domingo decisivo do Mr. Price Pro e Neco ainda passou duas baterias nas séries de meio metro de altura do New Pier de North Beach.

Mas o catarinense foi barrado nas semifinais pelo campeão do Festival de Durban, o australiano Chris Davidson, que na decisão derrotou o sul-africano Travis Logie para faturar o prêmio máximo de 15.000 dólares oferecido no WQS. Já o norte-americano Patrick Gudauskas dividiu o terceiro lugar com o brasileiro e voltou a ocupar a liderança do ranking que estava com Hizunomê Bettero.

O paulista caiu para a terceira posição, a mesma da paranaense Bruna Schmitz que só foi derrotada pela campeã Silvana Lima na semifinal brasileira do feminino na África do Sul. Além de Hizunomê, os cariocas Raoni Monteiro em quinto lugar e Pedro Henrique em 11.o e ainda o cearense Pabo Paulino em 12.o, são os quatro brasileiros que permaneceram na nova lista dos 15 surfistas que o WQS classifica para o WCT.

O resultado do Mr. Price Pro só provocou duas mudanças neste grupo, com o campeão Chris Davidson e Adam Melling entrando nas vagas dos também australianos Shaun Cansdell e Shaun Gossmann.

No último dia do Mr. Price Pro na África do Sul, três brasileiros competiram nas oitavas-de-final que abriram o domingo de pequenas ondas em Durban. O carioca Pedro Henrique tinha chances de assumir a ponta do ranking, mas por menos de meio ponto de diferença acabou barrado pelo de novo líder Patrick Gudauskas no placar encerrado em 16,27 x 16,00 pontos. Já o paulista Odirlei Coutinho precisava vencer o campeonato para ingressar no grupo dos 15 que sobem para o WCT, porém não teve chances contra o atual campeão mundial do WQS, Jordy Smith, com o sul-africano seguindo para as quartas-de-final com uma boa vantagem de 14,17 x 11,00 pontos.

Mas, na disputa seguinte o catarinense Neco Padaratz salvou a pátria, despachando o norte-americano Nathaniel Curran por décimos no duelo que terminou em 11,50 x 11,34 pontos. Nas quartas-de-final, a vitória foi bem mais tranquila sobre outro americano, Nathan Yeomans, por 15,17 x 10,50 pontos. No entanto, as séries cada vez mais escassas foram o principal adversário de Neco Padaratz na semifinal contra o campeão Chris Davidson, que teve sorte em achar ondas abrindo paredes mais longas para manobras e conquistou a última vaga na final por 13,33 x 8,23 pontos.

Na bateria anterior, o sul-africano Travis Logie já havia batido o líder do ranking Patrick Gudaukas num placar apertado de 13,10 x 12,64 pontos, com o norte-americano ficando empatado com Neco Padaratz em terceiro lugar no Mr. Price Pro. Cada um recebeu 4.500 dólares de prêmio e marcou 1.875 pontos. Essa foi apenas a terceira participação do catarinense no WQS 2008, dando um grande salto da 172.a para a 95.a colocação na classificação geral das 19 etapas.

Já o carioca Pedro Henrique e o paulista Odirlei Coutinho terminaram em nono lugar na África do Sul, que valeu 1.375 pontos e 2.300 dólares. Pedrinho ganhou uma posição no ranking e aparece agora na 11.a, enquanto Odirlei pulou do 53.o para o 32.o lugar, empatado com o gaúcho Rodrigo Dornelles. Agora, os mais próximos da zona de classificação para o WCT são o paranaense Jihad Kohdr em vigésimo e os cariocas Simão Romão em 22.o e Yuri Sodré em 27.o.

MR. PRICE PRO – GRANDE FINAL – 16.10 x 12.90 pontos:
Campeão: Chris Davidson (AUS) – US$ 15.000 e 2.500 pontos
Vice-campeão: Travis Logie (AFR) – US$ 7.400 e 2.188 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar (US$ 4.500 e 1.875 pontos):

01: Travis Logie (AFR) 13.10 x 12.64 Patrick Gudauskas (EUA)
02: Chris Davidson (AUS) 13.33 x 8.23 Neco Padaratz (BRA)

RANKING WQS 2008 – 19 etapas:

01: Patrick Gudauskas (EUA) – 9.119 pontos
02: David Weare (AFR) – 8.688
03: Hizunomê Bettero (BRA-SP) – 8.650
04: Nathaniel Curran (EUA) – 8.600
05: Raoni Monteiro (BRA-RJ) – 8.363
06: Drew Courtney (AUS) – 8.356
07: Chris Davidson (AUS) – 8.332
08: Sunny Garcia (HAV) – 8.162
09: Nathan Yeomans (EUA) – 8.100
10: Austin Ware (EUA) – 7.838
11: Pedro Henrique (BRA-RJ) – 7.688
12: Pablo Paulino (BRA-CE) – 7.650
13: Kekoa Bacalso (HAV) – 7.600
14: Adam Melling (AUS) – 7.575
15: Brett Simpson (EUA) – 7.525

Próximos brasileiros:

20: Jihad Kohdr (PR) – 7.263
22: Simão Romão (RJ) – 6.975
27: Yuri Sodré (RJ) – 6.763
32: Rodrigo Dornelles (RS) – 6.425
32: Odirlei Coutinho (SP) – 6.425
38: Bernardo Pigmeu (PE) – 6.000 42: Jean da Silva (SC) – 5.900
44: Adriano de Souza (SP) – 5.844
48: André Silva (CE) – 5.763
51: Renato Galvão (SP) – 5.675
54: Leandro Bastos (RJ) – 5.450

João Carvalho

Fonte

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade