segunda-feira, 5 de julho de 2010

O’SURFE APRESENTA PILATES PARA O SURFE

O sonho de pegar onda e ser um grande campeão de surfe pode se tornar realidade para muitos jovens e crianças do Rio de Janeiro. Inspirada nos mais diversos surfe clubes da Austrália, a O’Surfe (Organização Surfe do Brasil) está mais do que nunca voltada para o alto rendimento esportivo. A ONG, que agora atua como um Centro de Treinamento em surfe de alto desempenho, conta com diversos profissionais para o aperfeiçoamento nas ondas.

Para isso, existe todo um acompanhamento individual com o psicólogo, técnico de surfe com táticas filmadas em vídeo, surflates (pilates específico para o surfe), cama elástica, quiropraxia, jiu-jitsu, natação, nutrição e yôga. A seguir você irá acompanhar a primeira de uma série de reportagens sobre as atividades desenvolvidas por cada um destes profissionais, a começar pelo SURFLATES. Trata-se de uma técnica desenvolvida pelo preparador físico Gabriel Ferrão, que tem a colaboração do educador Thiago do Amaral.

Segundo Gabriel, SURFLATES nada mais é que um método criado para facilitar o treinamento do surfista dentro e fora d’água, devido principalmente pela falta de qualidade de ondas quebrando constantemente. “O Surflates trabalha diretamente a consciência corporal, sendo estas a propriocepção, a concentração, a respiração, flexibilidade, força, equilíbrio, resistência, coordenação, ritmo, potência, controle, alinhamento e centralização”, explicou Gabriel especialista em pilates, futebol, natação e treinamento desportivo.

Trata-se de um treinamento global, nos quais mente e corpo devem estar bem preparados e sempre respeitando o princípio da individualidade. Os surfistas precisam mais que nunca, estarem com a musculatura do pescoço forte, flexível e resistente, para aguentar horas de remadas e manobras, sem contar o peso da própria cabeça. “É imprescindível que os braços estejam resistentes, flexíveis, bem coordenados e alinhados com os movimentos das manobras. Caso contrário, a manobra não sai como deveria e os juízes não dão a pontuação”, lembrou Gabriel que já atuou como preparador físico da equipe juvenil do Vasco da Gama e da atleta profissional Silvana Lima.

O tronco é o principal membro do corpo a ser trabalhado, pois é onde está o CORE que é o complexo quadril- lombar- pelve, coluna torácica e cervical. No CORE está o centro de gravidade do corpo, o power house (casa de força), e onde se iniciam os movimentos das manobras. A começar pelo drop, bem como todas as outras manobras, pois tem inserção de 29 músculos, sendo divididos em estabilizadores e músculos de movimentos.

De acordo com Gabriel, o SURFLATES é uma pratica que faz bem a saúde, ao bem-estar físico e psicológico, sendo bem dividido por níveis de aprendizado e prática. “Não só os surfistas, mas aqueles que têm medo de entrar no mar, que procuram qualidade de vida e bem-estar. Estes podem praticar tranquilamente, pois se trata de um método que une o próprio pilates, a yôga e o treinamento funcional”, disse. Além dos que querem fazer uma preparação física para “modalidades de condução”, tais como, Hipismo, Vela, Kitesurf, Bodyboard, Longboard, Stand up, Automobilismo, Motociclismo, Skate e lutas em geral. Em se tratando de surfe, o mais indicado é que seja praticado na semana que antecede a competição. “Os resultados são reconhecidos pelos atletas, eles sentem a diferença, tanto no condicionamento quanto na técnica do movimento”, contou Gabriel surfista e criador do método SURFLATES.

Viviane Freitas

Comentários
1 Comentários
Ocorreu um erro neste gadget
Template by - Abdul Munir | Daya Earth Blogger Template | Política de Privacidade